Quais os segredos para resistir as Tentações da...

Quais os segredos para resistir as Tentações da...

Quais os segredos para resistir as Tentações da Carne?

 

Existe uma luta interior em cada ser humano entre a carne e o espírito. A carne deseja coisas temporais e humanas muitas vezes destrutíveis se não forem comedidas. O espírito almeja o que é invisível e espiritual. Ter consciência desta luta interior é imprescindível para quem deseja servir a Deus. Se vivermos no espírito temos vida e paz, mas se vivermos na carne, a conseqüência é a morte (Romanos 8.5-11).

 

 O apóstolo Paulo, mesmo sendo um homem santo e usado por Deus até para ressuscitar pessoas (Atos 20.1-7), descreve neste texto a sua luta contra o pecado “para que não me ensoberbecesse com a grandeza das revelações, foi-me posto um espinho na carne, mensageiro de Satanás, para me esbofetear, a fim de que não me exalte” (II Coríntios 12.7). Estas palavras servem para todos até hoje por que mostram o sentimento de um coração que deseja se livrar do pecado.

   Existe uma luta interior em cada ser humano entre a carne e o espírito. A carne deseja coisas temporais e humanas muitas vezes destrutíveis se não forem comedidas. O espírito almeja o que é invisível e espiritual. Ter consciência desta luta interior é imprescindível para quem deseja servir a Deus. Se vivermos no espírito temos vida e paz, mas se vivermos na carne, a conseqüência é a morte (Romanos 8.5-11).

Por que essa luta parece maior na vida de um cristão? Por que a pessoa do mundo se conforma em satisfazer os desejos da carne e o crente não aceita isso e começa uma batalha.

Para vencer esta batalha, precisamos saber com clareza o que é obra da carne e o que é fruto do Espírito (Gálatas 5.19-23) e alimentar o nosso espírito para que seja fortalecido e vença as paixões da carne. Jesus disse que “é fraca” (Marcos 14.38).

Como vencer as vontades da carne?

Vamos aprender com a Bíblia o que fazer para fortalecer o espírito e vencer as vontades da carne:

1- CARNE - Resistir até o sangue: Hebreus 12.4

A declaração deste texto é extrema. O autor orienta a lutar contra o pecado até sangrar se for preciso. Isso era algo real para o tempo apostólico quando os cristãos eram perseguidos e preferiam morrer a negar sua fé.

Hoje muitas coisas perseguem o cristão para que negue sua fé e sabemos que nosso dever é “resistir ao diabo e ele fugirá de vós” (Tiago 4.7). Não enfrentamos mais esta perseguição externa e declarada, mas existe uma luta invisível dentro de cada um de nós. Não precisamos mais derramar nosso sangue ou oferecer sacrifícios de animais para apagar o pecado, mas temos o sangue de Jesus que nos “purifica de todo o pecado” (I João 1.9).

O hedonismo é a satisfação do prazer a qualquer custo, tem sido ensinado às pessoas desde o berço. Os pais atendem tudo que a criança quiser e assim cresce buscando seus interesses sem aceitar o não. Por isso Jesus “dizia a todos: Se alguém quer vir após mim, a si mesmo se negue, dia a dia tome a sua cruz e siga-me” (Lucas 9.23).  Para ser cristão é preciso vencer o hedonismo que aprendemos desde a infância e dizer não para as vontades da carne.

Você tem feito resistência ao pecado ou tem alimentado seus desejos carnais?

Resista até ao sangue, o sangue de Jesus!

                              

2- ESPÍRITO - Andar no Espírito: Gálatas 5.16

O Espírito Santo de Deus nos ajuda em nossas fraquezas (Romanos 8.26) nos ensinando para onde devemos ir “quando te desviares para a direita e quando te desviares para a esquerda, os teus ouvidos ouvirão atrás de ti uma palavra, dizendo: Este é o caminho, andai por ele” (Isaías 30.21). Por isso devemos sempre andar no Espírito.

O que é andar no Espírito? É ser sensível à voz de Deus. É viver em oração incessante (I Tessalonicenses 5.17). Entender a vontade do Senhor para sua vida. Estar tão alegre e satisfeito a ponto de não sentir necessidade de agradar a carne.

Quando o homem pecou, desobedeceu a Deus e perdeu a sensibilidade espiritual. Passou a se preocupar somente com coisas visíveis e materiais. Não tem consciência de si mesmo como um ser espiritual. Cuida do corpo, das emoções, dos prazeres, mas não busca o que do espírito. Por isso sua vida é incompleta. Para ser inteiro, deve contemplar o corpo [físico], a alma [personalidade] e o espírito [espiritual]. O Espírito Santo de Deus entra na pessoa que recebe a Jesus como Senhor e Salvador (I Coríntios 12.3) e ajuda como conselheiro espiritual para vencer a carne.

Você tem se fortalecido no Espírito ou tem ignorado sua vida espiritual?

O Espírito Santo te fortalece para vencer a carne!

Você pode vencer as vontades da carne!

Em Gálatas 5,16 lemos: “Digo, pois: deixai-vos conduzir pelo Espírito, e não satisfareis os apetites da carne”.

A Bíblia, quando fala de carne, fala de pessoa, de natureza humana. Quando Jesus estava no Horto das Oliveiras, pediu que os apóstolos rezassem por Ele, mas eles dormiram. A natureza humana é fraca por causa do pecado original.

Adão e Eva existiram e foram o primeiro homem e a primeira mulher da Terra. Se eles não tivessem existido, nós não existiríamos. Eles pecaram, disseram ‘não’ a Deus e perderam a comunhão com Eles. Por essa razão, Jesus teve de pagar por um resgate de valor infinito, que só o próprio Deus pode pagar. Muitas pessoas pensam que o Pai colocou o próprio Filho, maldosamente, na cruz. Mas, na verdade, foi Cristo mesmo quem pediu.

Quando somos batizados, participamos da Morte e Ressurreição de Jesus. Somos mergulhados na morte de Cristo e nascemos para uma vida nova. Morremos nos braços do demônio e nascemos nos braços de Deus.

A Bíblia tem várias listas de pecado. “Ora, as obras da carne são estas: fornicação, impureza, libertinagem, idolatria, superstição, inimizades, brigas, ciúmes, ódio, ambição, discórdias, partidos, invejas, bebedeiras, orgias e outras coisas semelhantes. Dessas coisas vos previno, como já vos preveni: os que as praticarem não herdarão o Reino de Deus!” (Gálatas 5,19-21)

Como nos livramos disso? Só pelo Espírito Santo. Sem Ele não temos forças para vencer as obras da carne, ou seja, nossos pecados.