Por que você nunca deve falar mal do seu marido

Por que você nunca deve falar mal do seu marido

Por que você nunca deve falar mal do seu marido

Antes de se queixar de seu marido ou namorado para uma amiga, pense no que está em jogo

Conversar com uma amiga é uma coisa boa. Mas reclamar com ela sobre o homem de sua vida é realmente mais arriscado do que parece.

Karolina Strojecka, uma psicóloga polonesa, respondeu a nossas perguntas sobre o que evitar quando falamos sobre o relacionamento e por quê:

As mulheres sempre se queixaram para suas amigas sobre seus maridos. Você está dizendo que não devemos fazer isso?

Karolina Strojecka: Cada um de nós tem o livre arbítrio e pode decidir o que fazer. Depende apenas do que falamos e de como falamos. As consequências podem ser prejudiciais para o relacionamento, mas somente se formos muito sentimentais e falamos mal do nosso parceiro. Quando temos uma conversa sincera e racional e não traímos nossa aliança, está tudo bem e pode até ajudar o relacionamento.

Quais são os perigos de tal conversa? E quem se beneficia?

Nossa amiga acaba por saber mais do que deveria, fica sabendo sobre nossos desejos, necessidades e queixas. Isso afeta negativamente o relacionamento, porque nos afastamos emocionalmente do nosso marido e ainda continuamos frustradas, porque nada está melhorando. Mas como pode melhorar se não falamos diretamente com ele sobre nossos problemas?

Enquanto isso, a amiga começa a ter sentimentos negativos em relação a ele e começa a difamá-lo. Um conflito pode surgir entre você e sua amiga. Então, em algum momento, ao defender o nosso marido, podemos acabar atacando a nossa amiga.

Ou somos meramente passivas: não discutimos com a amiga, e tudo fica do mesmo jeito com o marido. Isso a irrita porque ela esperava que seguíssemos seus conselhos. Nós, então, separamos emocionalmente nosso marido e nossa amiga. Perdemos a sensação de proximidade e ligação. Podemos nos sentir sozinhas e incompreendidas.

Como conversar com uma amiga sobre nosso relacionamento sem causar danos?

O mais importante é lembrar que nós mesmas escolhemos o cônjuge. Quando nos queixamos sobre ele e mostramos apenas o lado negativo dele, isso demonstra que não respeitamos nossas próprias escolhas e, portanto, não respeitamos a nós mesmas. Eu recomendaria ser honesta e não difamá-lo injustamente, e ater-se aos fatos.

Que tipo de relação se forma entre as duas mulheres em tal conversa?

Se a conversa não for unilateral e ambas falam sobre seus maridos, elas se sentem mais próximas. Poder feminino. Elas criam uma “frente unida” contra os homens. Desvalorizar os homens e querer lutar com o sexo oposto pode ser um infeliz efeito colateral dessa atitude. Há muitos casais que se separaram como resultado de tais conversas “amigáveis”.

Então as conversas no estilo da série “Sex and the City” são superestimadas?

Pelo que eu lembro, elas sempre foram francas em suas conversas, e elas se apoiavam. Às vezes, elas zombavam das características exageradas dos homens de seus romances casuais, mas nunca dos homens que amavam. Espero que todas as leitoras tenham amigas. No entanto, quando surge um problema real, eu insisto: você deve curar o seu relacionamento, concentrando-se no problema com o seu marido, e contar com a ajuda de um profissional. Uma amiga, apesar de suas melhores intenções, às vezes pode fazer mais mal do que bem.

Como podemos ser uma boa influência quando uma amiga está com problemas em seu relacionamento?

Eu sugiro não dar conselhos, mas ouvir e oferecer apoio. Muitas vezes, tudo o que queremos é apenas falar e expressar nossas emoções, ser ouvida, entendida, para que possamos retornar ao nosso marido sem um peso residual de raiva e tristeza. Como amiga, eu evitaria falar negativamente sobre ele por respeito à sua amiga e às suas próprias escolhas.

Por que nossas amigas têm um impacto tão forte em nós que elas podem causar a ruptura de um relacionamento?

Isso acontece quando não somos totalmente independentes em nossa tomada de decisões. Em minha opinião, acontece principalmente com mulheres jovens, principalmente adolescentes. Nossa personalidade ainda está tomando forma, e nossas amigas são o nosso ponto de referência mais importante. Quando uma amiga não gosta do nosso namorado, por exemplo, valorizamos sua opinião porque é mais simples, porque tememos a rejeição e porque não temos uma opinião clara. Infelizmente, as amigas nem sempre são honestas umas com as outras, e pode acontecer que alguns dias depois nossa amiga esteja saindo com nosso ex.

Como podemos aprender a falar sobre o relacionamento com o nosso amado e não com uma amiga?

Você só tem que começar. Pequenos passos são os melhores. Comece a compartilhar seus sentimentos com ele diariamente. Isso ajudará a melhorar a comunicação em todas as áreas do relacionamento. É importante usar declarações iniciadas com “eu”, tais como: “Eu fico com raiva quando você deixa suas meias no chão. Gostaria que você as colocasse no cesto de roupa suja”. Não gera agressão, ao contrário de “você sempre espalha suas coisas por toda parte, e tudo o que eu faço é arrumar!”. Claro, isso é uma grande simplificação, porque, na maioria das vezes, não tem nada a ver com as meias. Elas são apenas um símbolo. Debaixo delas esconde uma luta de poder, ou um sentimento de rejeição, ou de desrespeito, mas é mais fácil começar pelas meias e identificá-las como o problema a ser resolvido.

Quando você deve rejeitar os conselhos de suas amigas?

Quando você sente que sua amiga ultrapassa os limites, o que significa que ela exige algo que você intuitivamente sente ser uma intromissão. Algo que você não quer, ou algo para o qual ainda não está pronta.