O inferno segundo Medjugorje

 

O inferno segundo Medjugorje

O inferno segundo Medjugorje

 

Durante uma aparição, Nossa Senhora desapareceu e os videntes tiveram uma visão terrível e horrenda do Inferno. Depois Nossa Senhora apareceu e disse:

Não tenham medo! Eu lhes mostrei o Inferno para que vocês pudessem ver o estado daqueles que se encontram lá.

Quatro dias depois, durante uma aparição, Nossa Senhora desapareceu e diante deles puderam ver o Inferno. Era horrível, indescritível, parecia um mar de fogo, onde moviam-se figuras negras e estranhas. As pessoas que lá chegavam tinham o aspecto humano, mas eram, logo, totalmente transformadas em monstros a blasfemar o tempo todo. Havia gente estranha com chifres e rabos, repugnantes, todas escuras, como demônios. Viram uma moça loira com cabelos longos e chifres, sofrendo no fogo, e rodeada por demônios a saltar. Dois dos videntes, com medo, não quiseram ver. Nossa Senhora respeitou sua liberdade.

Sobre o Inferno:

Atualmente muitas pessoas vão para o Inferno. Deus permite que seus filhos sofram no inferno porque eles cometeram pecados graves e imperdoáveis. Aqueles que estão no inferno jamais terão oportunidade de conhecer melhor lugar.

Outras respostas de Nossa Senhora afirmam que as pessoas com pecados graves vivem no inferno enquanto estão na terra e continuam nele na eternidade. Na verdade, elas vão para o inferno porque escolheram-no em vida e no momento da morte.

Miriana contou a Pe. Tomislav Vlasic que, durante o ano e meio em que tivera as aparições diárias, experimentara o amor maternal e a intimidade de Nossa Senhora e perguntara a Ela por que Deus, tão "misericordioso", poderia mandar pecadores ao inferno, para sempre.

As pessoas que vão para o Inferno não querem mais receber qualquer ajuda de Deus. Elas não se arrependem nem param de se revoltar e de blasfemar. Elas se decidem a viver no Inferno e não pensam em deixá-lo.