Evidência do 3º segredo de Fátima - Papa impostor

Evidência do 3º segredo de Fátima - Papa impostor

  Evidência do 3º segredo de Fátima - Papa impostor

        

Testemunha do papa impostor:

Uma freira da ordem do Imaculado Coração de Maria vê o Papa Paulo VI e o papa impostor dentro de poucos minutos um do outro.

“Este impostor, a quem foi dada a imagem do Papa, nosso Vigário Paulo VI, posará e assumirá um papel de compromisso com o mundo. É o plano dos malignos que estão ao seu redor… para desacreditar vosso Vigário colocando-o em branco e negro e em fotografias em uma posição comprometedora para destruí-lo”

 (Nossa Senhora das Rosas, 10 de abril de 1976.) 

Foto: Note-se a proeminente marca de nascimento (mancha na pele) entre o olho e a orelha do verdadeiro Papa (à esquerda, foto tirada em 1973) e notadamente ausente no impostor (à direita, foto tirada em 1977). Esta mancha na pele está claramente visível na foto abaixo, que registrou a imagem do Papa Paulo VI durante uma reunião com o Cardeal  Mindszenty. Também note a visível diferença do nariz. O Papa Paulo tinha um nariz mais largo, reto, pontiagudo. O impostor tinha um nariz mais curto e arredondado.

 “É assim que ela tem divulgado a mensagem de Bayside para muitas delas. Também divulgou para a Madre Superiora e esta até lhe pediu que lesse as mensagens quando dirigisse de volta ao convento, vocês sabem. Mas ela escreveu a uma freira do lugar que não poderia regressar a Bayside outra vez. E ela perguntou à Madre Superiora: Se a Senhora quer ler estas mensagens e acreditar nelas porque não me permitirá ir à Bayside? E ela lhe respondeu: Bom, não posso passar por cima do Bispo de Brooklyn. A Madre Superiora acreditava, mas não podia passar por cima da autoridade do Bispo.

Pois bem, volto a outra história. Assim, ela falou para muitas freiras do “papa impostor”, e outras coisas. Em uma vez, ela estava em um pequeno quarto. Ela sempre recebia mensagens que eu lhe enviava, e ela as dava às freiras que acreditavam. Ela estava contando algo de Bayside e outra freira, que não acreditava, havia ouvido e disse: “Eu não creio nisso!” Ela entrou no quarto e tinha o livro de minha irmã ou algum da capela. Disse: “Bem, a Senhora deixou este livro na capela”, e disse: “O que está lhes contando agora? Minha irmã lhe respondeu: “Nunca acreditaria no que eu estou lhes contando.” (Porque ela não acreditava em nada daquilo.) A outra freira perguntou: “O que está lhes contando?”  Minha irmã respondeu: “Estou lhes contando sobre o papa impostor.” E a outra freira disse: “Oh, a Senhora se refere aos dois papas em Roma?” E minha irmã respondeu: “Sim.” E ela disse: “Nisso, sim, eu acredito.”   

Naquele momento esta freira que não acreditava em nada daquilo disse: “Eu acredito nisso.” E todas as freiras perguntaram: “A Senhora acredita nisso, então porque não crê no resto? Como pode crer nisso? Ela respondeu: “Pois eu estava em Roma para a canonização de São João Newman.” E continuou: “quando a missa terminou – foi oficiada pelo verdadeiro Papa Paulo VI; ele estava velho e fraco. E, após a missa, ele desceu as escadas do altar com um sacerdote de cada lado para ajudá-lo, e eles foram em direção à Praça de São Pedro, e entraram por uma porta daquele lado.” Esta freira os viu entrar ali e logo viu outras pessoas entrarem pela mesma porta por onde havia entrado o Papa. Ela desejou fazer o mesmo e ver o Papa. Mas como não tinha um crachá de pessoa autorizada (VIP) como tinham as outras pessoas, o guarda veio e lhe disse: “Irmã, esta é uma recepção para autoridades do mundo todo.” E acrescentou: “A Senhora não tem um crachá de autorização adequado então tenho que lhe pedir que saia.

    Neste instante ela acabava de ver o Papa Paulo VI nesse quarto. Ela voltou à Praça de São Pedro e olhou para cima porque todo mundo estava olhando em direção à sacada. Ela olhou para cima e viu um outro papa, que abençoava as pessoas.  E minha irmã perguntou: Como é possível que a Senhora veja com seus próprios olhos aos dois papas, porque a Senhora não crê em Bayside? Pelo visto não tem luz, ela não tem a graça – ela contestou: Oh, todas as pessoas importantes têm “dublês”. “Essa foi sua explicação. Ela não acreditava mesmo depois de tê-lo visto. Porém todas as monjas naquele quarto a escutaram dizer que ela havia visto estes dois papas.”

 “Filha minha, te trago uma triste notícia, uma que se deve dar a conhecer à humanidade... Nosso querido Vigário, o Papa Paulo VI, sofre muito nas mãos daqueles em quem confia...”

“Não é capaz de levar a cabo sua missão. Eles o têm escondido, filha minha. Ele está muito enfermo, ele está muito enfermo. Agora, há alguém que governa em seu lugar, um impostor, criado pelas mentes dos agentes de satanás. Cirurgia plástica, filha minha – os melhores cirurgiões foram usados para criar este impostor.”

“Grite isto desde os telhados! Ele deve ser desmascarado e removido. Por trás dele, filha minha, há três que se têm entregue a satanás. Vós não recebeis a verdade em vossa nação nem no mundo. Vosso vigário está prisioneiro...”

“Antonio Casaroli, condenareis vossa alma ao inferno! Giovanni Benelli, que caminho haveis tomado? Estais no caminho para o inferno e à condenação! Villot, líder do mal, afastai-vos destes traidores; não sois desconhecidos ao Pai Eterno!”

(Nossa Senhora das Rosas, 27 de Setembro, 1975.)